Seja bem-vindo
Macaíba,23/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Rússia recupera caixas pretas e vestígios de mísseis em área onde avião militar caiu, diz agência russa

g1.globo.com
Rússia recupera caixas pretas e vestígios de mísseis em área onde avião militar caiu, diz agência russa


Aeronave caiu em Belgorod, cidade russa na fronteira com a Ucrânia, e tinha 74 pessoas a bordo, entre elas 65 prisioneiros ucranianos que seriam trocados por russos presos por Kiev. Kremlin acusou Exército ucraniano de ter derrubado avião com míssil. Avião militar com 74 passageiros, entre eles 65 prisioneiros ucranianos, cai na Rússia
Autoridades da Rússia recuperaram nesta quinta-feira (25) as duas caixas pretas do avião militar russo transportando prisioneiros ucranianos que caiu na quarta-feira (24), de acordo com a agência estatal de notícias russa Tass.
Equipes que fizeram buscas no local da queda também encontraram fragmentos de mísseis, ainda de acordo com a Tass.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
A aeronave caiu quando sobrevoava a cidade russa de Belgorod, na fronteira com a Ucrânia. A bordo, havia 74 pessoas, segundo o Ministério da Defesa russo, entre elas 65 prisioneiros ucranianos que seriam levados para uma troca com prisioneiros russos.
A agência RIA, citando membros da equipe de emergência que vasculharam o local da queda, disse que as caixas pretas estão em bom estado e foram levadas para análise.
Na quarta-feira, a Rússia acusou a Ucrânia de ter derrubado o avião, que chamou de um "ato de barbárie", e disse que radares registraram o lançamento de mísseis pelo Exército ucraniano no espaço aéreo russo.
A Ucrânia não confirmou nem negou a versão, mas o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu investigação internacional da queda do avião.
O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, também propôs que o Conselho de Segurança da ONU se reúna para que a Ucrânia explique por que o avião caiu.
Sem confirmar nem negar autoria na queda do avião, o Serviço de Inteligência das Forças Armadas da Ucrânia afirmou ainda não ter informações "confiáveis" sobre quem estava dentro do avião, mas confirmou que havia uma troca de prisioneiros com a Rússia prevista para quarta-feira.
O governo ucraniano tem adotado como praxe não confirmar nem negar ataques em território russo cuja autoria é atribuída à Ucrânia. A agência de inteligência militar da Ucrânia declarou que a Rússia não pediu proteção do espaço aéreo no local onde o avião caiu.
O ex-presidente russo Dmitry Medvedev, aliado de Vladimir Putin, afirmou, sem fornecer provas, que as Forças Armadas ucranianas sabiam se tratar de uma aeronave com passageiros nacionais, mas a derrubou mesmo assim por conta de "lutas internas".
Em um vídeo feito por um morador de Belgorod que registra o momento da queda (veja vídeo acima), é possível ver uma pequena nuvem de fumaça no ar após o avião cair e explodir em solo.
Um especialista em aviação afirmou à rede britânica BBC que a nuvem de fumaça registrada é compatível com a produzida por mísseis após sua explosão (veja na imagem abaixo). Em sessão no Parlamento russo, em Moscou, o deputado Andrei Kartapolov, ex-general da Forças Armadas russa, afirmou que a aeronave foi derrubada por mísseis.
Nuvem de fumaça é vista após queda de avião na Rússia.
Reprodução/Reuters
A acusação acirra ainda mais as tensões entre Ucrânia e Rússia, em um momento de escalada de ataques russos na guerra entre os dois países, que já dura quase dois anos.
Desde o fim de dezembro, tropas russas têm bombardeado alvos civis em grandes cidades da Ucrânia , segundo autoridades ucranianas. Os ataques contrastam com o cenário da guerra no país ao longo de 2023, com ações mais concentradas nas frentes de batalha.
Em 29 de dezembro, Moscou fez um dos maiores ataques coordenados à Ucrânia, atingindo alvos civis como uma maternidade e deixando 30 mortos, segundo Kiev.
Além dos 65 ucranianos, a aeronave levava também seis membros da tripulação e outras três pessoas, que não haviam sido identificadas até a última atualização desta reportagem.
LEIA TAMBÉM:
Avião militar que caiu na Rússia é da era soviética, e mesmo modelo explodiu ao pousar no ano passado; veja imagens de arquivo
Avião militar com prisioneiros ucranianos cai na Rússia.
g1
O avião caiu por volta das 11h no horário local (05h no horário de Brasília) em uma área residencial do distrito de Korochansky, a nordeste da cidade de Belgorod, ainda segundo o governador de Belgorod. O governador não afirmou se casas ou moradores foram atingidos com a queda.
Segundo a imprensa russa, um segundo avião também levando ucranianos para a mesma troca de passageiros, mas a aeronave conseguiu desviar da rota e segui voo.
O avião é do modelo Ilyushin Il-76, designado para o transporte militar de tropas, carga, equipamentos militares e armamentos. Tem uma tripulação de cinco pessoas e pode transportar até 90 passageiros.
Avião militar com prisioneiros ucranianos cai na Rússia, e 74 morrem. A aeronave levava 65 prisioneiros ucranianos.
Reprodução/Reuters
Troca de prisioneiros
Ucranianos que ficaram presos pelo exército russo ao serem libertados, em 3 de janeiro de 2023
Divulgação/Exército da Ucrânia/Via Reuters
Após meses de impasses no campo diplomático e no front de batalha, Ucrânia e Rússia voltaram, em janeiro, a fazer troca de prisioneiros de guerra.
Na semana passada, em uma primeira leva, 400 prisioneiros foram libertados no total, 200 de cada lado.
Rússia faz ataque massivo a várias regiões da Ucrânia




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.